quinta-feira, 28 de outubro de 2010

e você cego nem nota.


no jogo da minha vida, quem dá as cartas sou eu, as regras sou eu quem cria, e as mudo sempre que há necessidade. mais uma das regras que não muda é que falsidade pra mim é o fim; você pode ter feito parte da minha história por muitos anos, mas se pisou na bola sem dar satisfação, eu te esquecerei e finjirei que você nunca passou pela minha vida, com uma facilidade que vai até te assustar. eu não vou fingir ser quem eu não sou só pra te agradar, e melhor você se acostumar. e nunca se esqueça que o que você pensa sobre mim, pra mim é problema seu. e se você não gosta das regras, cai fora da minha vida. é tão fácil perceber que a sorte escolheu você e você cego nem nota. e você aprende que realmente pode suportar, que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! E que nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar

2 comentários:

Andréia Coutinho disse...

ameeeei demaiis isso, pura verdade (:

manuellavieira disse...

é tão fácil perceber que a sorte escolheu você e você nem nota ... aeuaioeuaoeu

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p